Reservas aqui.

Menu

Raja Hoteis e Pousadas

Atendimento Online

Nossas Pousadas

pousada bore Koko

pousada bore Koko

pousada cores do mar

pousada cores do mar

pousada canto do mar

pousada canto do mar

pousada Marambaia do Porto

pousada Marambaia do Porto

pacotes promocionais


Confira todas as Promoções


Uma perfeita criação da natureza.

Talvez esta seja a melhor frase para descrever Porto de Galinhas - uma das mais belas praias do litoral brasileiro e que tem se firmado como uma das melhores opções do calendário turístico nacional. Localizado no município de Ipojuca, a 60 Km de Recife, este balneário tropical aprendeu a conviver perfeitamente com o crescimento urbano, mantendo suas belezas naturais quase que intactas.

Um dos grandes atrativos para os turistas que visitam Porto de Galinhas é a beleza litorânea da região. Além das águas mornas, das piscinas naturais e de um céu encantador, o balneário ganha mais destaque graças ao coqueiral que complementa esta perfeita paisagem tropical.

São 18 Km de um cenário formado por coqueiros que se tornam um tentador convite para um relax refrescante à sombra deste imenso guarda-sol natural, o que leva alguns visitantes a imaginarem que estão num verdadeiro paraíso. O local é tão agradável que quem o visita, volta na primeira oportunidade.

A predominância dos coqueiros permite um contraste perfeito com o mar, principalmente, quando o sol está adormecendo e cedendo lugar para a noite. O coqueiral de Porto de Galinhas é, ainda, o local ideal para registrar os momentos inesquecíveis e por esta razão é muito comum encontrar turistas tirando fotos sobre a sombra dos coqueiros.

As águas cristalinas e mornas formam belíssimas piscinas naturais de corais, onde as pessoas desfrutam de um delicioso banho e aproveitam o momento para alimentar, com pequenos pedaços de pão, uma grande variedade de peixes coloridos e outras espécies marinhas. O sol é outro atrativo da região, pois está presente durante quase o ano inteiro, o que garante diversão para todas as idades.

a natureza

Uma das razões que transformou Porto de Galinhas num ponto turístico concorrido e conhecido nacional e internacionalmente foi a natureza local rica e quase intocada pela mão do homem.

Além das areias brancas e das águas mornas e cristalinas, o balneário também oferece uma colônia de corais que forma um dos mais belos cenários aquáticos do mundo.

Na maré baixa, período que permite a observação dos mais belos detalhes, as pessoas nadam livremente usando, apenas, pés de pato e óculos de mergulho. E quando as piscinas naturais se formam, os visitantes podem alimentar uma grande variedade de peixinhos coloridos. É uma experiência inesquecível!

E para os mais corajosos, existe a opção de mergulhos mais profundos, onde são exploradas belas cavernas submersas. A sensação, comentam os aventureiros, é de desbravar um mundo totalmente desconhecido, porém fascinante. Como roteiro alternativo, a natureza de Porto de Galinhas possibilita, também, a visita a um vulcão extinto, com mais de 90 milhões de anos, localizado na usina Ipojuca. O mangue é uma atração que não pode passar despercebida pelo turista. Sob a orientação de um bom guia, é possível desfrutar um pouco desta flora nativa que se encontra ameaçada em várias regiões do Brasil. E para completar as dicas, nada mais agradável do que conhecer de perto os famosos Baobás - uma árvore nativa da África que foram plantadas na região por escravos, há cerca de 400 anos.

Aspectos Históricos

Desde o período colonial, Porto de Galinhas já era uma praia que atraía pessoas de várias partes do mundo. Naquela época, onde era comum o tráfico de escravos vindos do Continente Africano, a região era conhecida pelos colonos e visitantes como Porto ou Praia do Porto. O curioso nome de Porto de Galinhas só surgiu pouco depois, quando os países da Europa proibiram a comercialização dos escravos.

Para despistar a atenção das autoridades locais, os portugueses começam a transportar galinhas d'angola nos navios negreiros. Ao atracarem, corria um boato pela redondeza que avisava: "tem galinha no porto".

Essa, então, passou a ser a senha utilizada para que todos pudessem ir à praia e comprar novos escravos. O tempo passou e a região ficou batizada por "Porto de Galinhas".

Mas deixando essa triste história de lado, quem se interessar pelos aspectos históricos da localidade, pode visitar um dos mais belos e antigos conventos do Brasil, o de Santo Cristo - fundado em 1606 pelo Frei Antônio da Ilha, da Ordem dos Franciscanos da Custódia de Santo Aleixo do Brasil. No século XVII, os holandeses prenderam e expulsaram os religiosos, ocupando o convento para instalar um quartel.

Vizinho ao convento, o turista depara-se com a Igreja de Santo Cristo, datada de 1663. No local, encontra-se a imagem de Santo Cristo de Ipojuca - único exemplar no Brasil que registra Jesus Cristo crucificado com as mãos para o alto, numa cruz sem emendas. Outras igrejas de valor histórico: São Miguel de Ipojuca (século XVII, estilo colonial); Nossa Senhora do Ó (1906, estilo barroco) e as ruínas da Igreja de Maracaípe (1854 - construída por um único morador da região).